segunda-feira, fevereiro 28, 2011

Symfonia - Paradisum Single


por Ronaldo "Kappa"

Escutei esse novo projeto "Tolkiano" que tanto estavam comentando e até que é legal, mas acho - como fã declarado do Stratovarius - que a questão do Tolkki ainda insistir nestes projetos é patético, pois sinto que ele não progrediu nem um pouco como pessoa/como músico:
Do que adianta empreender um grande projeto, se parece ainda estar vivendo no passado? Com o passado?
Do que adianta uma nova banda de estrelas e se manter na mesmice? (Até no logo a flor estilizada está presente).
Sinta no ritmo de que a levada é totalmente Stratovarius, desde "todas as partes", no qual o Andre parece ser obrigado (pelo ritmo ou pelo Tollki) a agir com Kotipelto.
Um uma ponte ao refrão parece estarmos em um disco estilo Episode, o refrão "all singing" Paradisum nos dá a impressão de ser Infinity e/ou Revolution Renaissance, até quando?!
Sinceramente, eu gostei. Porém, são coisas como esta que nos arremete a questão: Qual o verdadeiro intuito da Symfonia? Concorrer plagiadamente e ser um mostro estilo Frankstein de pedaços de recordações e frustrações de um louco que não consegue olhar pra frente e ver que os tempos são outros?
Admiro fielmente o Tollki, mas a cada disco, a cada banda feita por ele, sinto que ainda não amadureceu e sinto que não sou só eu que imagino isso.
Acho que ele imagina que achou o provável ponto "G" do Heavy Metal Melódico, e de tanto explorar esta área e tocar sempre na mesma tecla fica embaçado demais conseguir fazer o prazer aflorar da música, sabe?
Vamos ver o que nos espera, mas sem dúvida, como fiel servo espero algo de diferente e revolucionário.

por Ronaldo "Kappa"

Nenhum comentário:

Postar um comentário